C. N.
Como se mostra na Suma Gramatical da Língua Portuguesa, muitas vezes as discussões a respeito de certas questões gramaticais são antes, digamos, “bizantinas”. E é, com efeito, o que me parece dar-se quanto ao lema “Fora Dilma”, que segundo alguns deveria grafar-se “Fora, Dilma”. Mas ambas as possibilidades são de aceitar.
1) Se se considera “Dilma” como vocativo, então obviamente deverá estar a vírgula: “Fora, Dilma”.
2) Pode considerar-se, porém, que esteja elíptico algo como “que caia”: “[Que caia] Fora Dilma”. E então obviamente não haverá vírgula, porque “Dilma” exercerá aí a função de sujeito de oração optativa (segundo o explicado, uma vez mais, na Suma Gramatical).

Deixe uma resposta