fbpx

C. N.
I) Santo Tomás de Aquino é único. Cinzelado por Deus mesmo para atingir o cume do intelecto humano, foi teólogo que usou de modo maximamente perfeito o filosófico como servo da ciência sagrada. E sua doutrina foi afirmada pelo magistério da Igreja como a comum desta.
Com respeito à doutrina de Santo Tomás, portanto, quem se queira de fato tomista não pode senão segui-la em espírito e em letra. Com efeito, porque o alcance intelectual de todos nós é sempre inferior ao do Doutor Comum da Igreja, não é possível segui-lo em espírito se nos afastamos dele na letra. Fazê-lo é uma temeridade cujo final não pode nunca ser feliz, como o demonstra fartamente a própria história do tomismo.
Ocupar-nos-emos nesta página, por conseguinte:
• de defender a doutrina de Santo Tomás das objeções que se lhe fazem;
• de resgatar do erro pontos da obra do Doutor Angélico que tenham sido mal compreendidos até por tomistas;
• de tentar ordenar pontos que se encontrem dispersos pela vasta obra de Santo Tomás;
• de aplicar a doutrina tomista a questões de que, por diversas razões, não se ocupou o próprio Aquinate;*
• de mostrar que grande parte do que hoje se diz tomismo não passa de deformação ou mutilação da doutrina de Santo Tomás.
Sim, porque, como veremos e ao contrário do que tantos querem fazer crer atualmente, tudo na obra de Santo Tomás se ordena, finalmente, a Deus e a seu Reino assim na terra como no céu.
II) Na página Estudos Tomistas, ademais, também se encontrarão as obras de Santo Tomás, de Santo Agostinho, de Aristóteles, etc., na língua original ou em tradução (vide especialmente a coluna de links), obras de tomistas de todos os tempos (as mais fiéis à doutrina do Mestre) e obras e textos de outros tomistas relativos à atualidade (igualmente os mais fiéis ao Doutor Angélico), além de documentos do magistério da Igreja.
III) Esta página, portanto, estará intencionalmente a serviço de algo maior: ajudar a constituir escola que efetivamente forme intelectos e corações no espírito e na letra de Santo Tomás de Aquino. 

Observação. Tudo quanto, no âmbito global da Filosofia ou da Teologia Sagrada, tenhamos escrito ou dito e que não esteja incluído de algum modo nesta página (ou na página A Boa Música) deve ter-se por abandonado de nossa parte. Corresponde a uma fase em que ainda compartilhávamos teses – de tomistas ou de neotomistas – discrepantes da doutrina de Santo Tomás.


* Buscando sempre, porém, nos campos não explorados diretamente por Santo Tomás, conclusões o mais imediatas possível do expressamente dito por ele.